Seja bem-vindo. Hoje é
Paz profunda

Páginas

O amor

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Marguerite Yourcenar




Marguerite Yourcenar, pseudônimo de Marguerite Cleenewerck de Crayencour (8 de junho de 1903, Bruxelas, Bélgica - 17 de dezembro de 1987, Mount Desert Island, Maine, EUA) foi uma escritora belga de língua francesa.

Obras

O Jardim das Quimeras (Le jardin des chimères) (1921) ;
Alexis ou o tratado do vão combate (Alexis ou le traité du vain combat) (1929, romance) ;
La nouvelle Eurydice (1931, romance) ;
Fogos (Feux) (1936, poemas em prosa) ;
Contos orientais (Nouvelles orientales) (1938) ;
Les songes et les sorts (1938) ;
Le coup de grâce (1939, romance) ;
Memórias de Adriano (Mémoires d'Hadrien) (1951) ;
Électre ou La chute des masques (1954) ;
A Obra ao Negro (L'Œuvre au noir) (1968) ;
Souvenirs pieux (1974) ;
O Labirinto do Mundo (1974-77);
Arquivos do Norte (Archives du Nord) (1977);
Mishima ou A Visão do Vazio (1981);
O Tempo, Esse Grande Escultor (1983);
D'Hadrien à Zénon : correspondance, 1951-1956 (2004), Paris : Gallimard. 630 p. Texto compilado e comentado por Colette Gaudin e Rémy Poignault ; com a colaboração de Joseph Brami e Maurice Delcroix ; edição coordenada por Élyane Dezon-Jones e Michèle Sarde ; pref. de Josyane Savigneau.
A Salvação de Wang - Fô

Memórias de Adriano

Resumo da obra

Esta obra leva-nos a viajar pelo império de Adriano e quase a entrar no seu próprio pensamento e na sua intimidade. Representa a sua autobiografia que aproveita para realizar ao redigir numa carta dirigida ao futuro imperador Marco Aurélio. Trata-se de um livro que parece ser, numa primeira impressão, "difícil": a escrita faz-se na primeira pessoa, com o Imperador Adriano, ele próprio, vagueando pelas suas memórias. Feita a adaptação, passamos quase a sentir e a viver os tempos de Adriano: as suas viagens à volta do Império, os seus sentimentos para com os seus amigos e inimigos, a intrigazinha palaciana da sua corte, os seus pensamentos políticos e filosóficos sobre Roma e os Romanos, sobre os povos da Ásia Menor e do Egito, sobre os bárbaros do Norte, as suas campanhas militares e sobre o enorme drama da sua paixão pelo jovem Antinoo, maravilhosa, apaixonada, dolorosa, pungente, emocionante.

Frases
- A amizade é , acima de tudo, certeza – é isso que a distingue do amor.

- Os defeitos são por vezes os melhores adversários que podemos opor aos vícios.

-Deus é o pintor do universo... Que pena (...) que Deus não se tivesse dedicado à pintura de paisagens.

-A felicidade é uma obra-prima: o menor erro falseia-a, a menor hesitação altera-a, a menor falta de delicadeza desfeia-a, a menor palermice embrutece-a.

- Creio que quase sempre é preciso um golpe de loucura para se construir um destino.

-A felicidade é provavelmente uma infelicidade que se suporta melhor.

-Quanto amargor fermenta-se no fundo da doçura, quanto desespero esconde-se na abnegação e quanto ódio mistura-se ao amor.

2 comentários: